Coleção Introdução aos Estudos Bíblicos: uma excelente opção de estudo àqueles que querem se aproximar com mais precisão dos textos bíblicos


A coleção Introdução aos Estudos Bíblicos, que chegou ao Brasil pela Editora Vozes, tem como objetivo apresentar um curso básico, mas completo, de estudos bíblicos, como o próprio nome especifica. O material, além de muito útil aos acadêmicos de Teologia, é uma excelente opção de estudo àqueles que querem se aproximar com mais precisão dos textos bíblicos.

Os autores dos oito volumes que compõe a coleção são renomados biblistas italianos. Em cada livro, eles se preocupam em apresentar uma introdução geral aos principais pontos do tema, seguindo para uma introdução para cada livro bíblico, chegando aos temas teológicos tratados em cada um. A intenção é ser um guia de leitura, onde o autor acompanha seu leitor pelo texto, apresentando-o às articulações, às problemáticas e aos seus desenvolvimentos.

Com um estilo simples e claro a coleção se preocupa ainda em apresentar transliterações das palavras hebraicas e gregas, quando se apresentam termos em língua original, para que o iniciante possa – aos poucos – adentrar o universo da Bíblia, de modo que se promova, pelo conhecimento da Escritura, o encontro entre a Palavra de Deus e a vida dos que creem.

Conheça cada obra da coleção:

Introdução Geral às Escrituras

Autor: Michelangelo Priotto – Sacerdote da Diocese de Saluzzo, formou-se em Teologia Bíblica no Studium Biblicum Franciscanum nos anos de 1971- 1974 e depois doutorou-se em Sagrada Escritura no Pontifício Instituto Bíblico em 1985. Atualmente é professor titular no Estudo Teológico Interdiocesano e no Instituto de Estudos Religiosos de Fossano, e como professor-visitante no Studium Biblicum Franciscanum em Jerusalém.

Resenha

Volume introdutório da coleção Introdução aos Estudos Bíblicos, esta obra busca inserir o leitor no processo de construção dos textos bíblicos, analisando primeiro a Bíblia como um livro divino, e depois como um livro humano, passando pela formação histórica e literária da Bíblia. Para um bom estudo das Escrituras, Michelangelo Priotto oferece instrumentos de análise e perpassa por temas como a hermenêutica e crítica literária, além de enfatizar a importância do contexto geográfico, histórico e literário para entender a mensagem divina que é transmitida a partir dos pressupostos e contextos humanos.

Livros sapienciais e poéticos

Autor: Tiziano Lorenzin – Franciscano conventual, estudioso da Bíblia, professor de Sagrada Escritura em Pádua por muitos anos, tanto no Instituto de Teologia de Santo Antônio como na Faculdade Teológica de Triveneto.

Resenha:

Este volume da coleção “Introdução aos Estudos Bíblicos” trata dos livros da tradição sapiencial (Provérbios, Jó, Eclesiastes, Eclesiástico e Sabedoria)e os livros da poesia hebraica (Salmos e Cântico dos Cânticos):juntos, eles representam um lugar onde a jornada da história da salvação tem lugar nas outras partes do Antigo Testamento, particularmente no Pentateuco e nos Profetas. Lorenzin entende esse conjunto de livros na perspectiva cultural do antigo Oriente Médio e também do norte da África, sobretudo do Egito. A sabedoria bíblica indica que o contato dos israelitas com os povos vizinhos influenciou a escrita bíblica sapiencial.

Pentateuco

Autor: Germano Galvagno e Federico Giuntoli

Germano Galvagno, presbítero da Diocese de Turim desde 1993, defendeu seu doutorado em Ciências Bíblicas no Pontifício Instituto Bíblico de Roma. Leciona Introdução e Exegese do Antigo Testamento e Teologia Bíblica.

Federico Giuntoli é professor-convidado de Exegese do Antigo Testamento na Pontifícia Universidade Urbaniana e no Pontifício Instituto Bíblico de Roma. É graduado no Instituto Bíblico, onde também defendeu seu doutorado em Ciências Bíblicas.

Resenha:

A única seção compartilhada entre o cânon cristão e o cânon judaico, o Pentateuco traz os traços constitutivos da fé e da identidade do Antigo Testamento. O Pentateuco, mais que o conjunto dos cinco primeiros livros das Escrituras, traz textos que revelam a composição da história do Israel bíblico. Os temas e narrativas são compilados em uma verdadeira colcha de retalhos. Adentrar em tais livros possibilita entender a elaboração da história de um povo, sua identidade e os principais fundamentos. Seus personagens, normas e costumes, bem como a história que possibilita a construção dos textos bíblicos resulta em uma redação de tendência unitária que busca exprimir a identidade e a fé de Israel.

Cartas Deuteropaulinas e Cartas Católicas

Autor: Aldo Martin, Carlo Broccardo e Maurizio Girolami

Aldo Martin é padre diocesano de Vicenza desde 1994 e doutorou-se em Sagradas Escrituras no Pontifício Instituto Bíblico de Roma em 2004. É professor no Instituto Teológico do Seminário Episcopal e no Instituto Superior de Ciências Religiosas Arnoldo Onisto, de Vicenza.

Carlo Broccardo é padre da Diocese de Pádua, ensina Sagradas Escrituras na Faculdade Teológica de Triveneto e no Instituto Superior de Ciências Religiosas de Pádua. É autor de (Vozes, 2019). Os Evangelhos: um guia para a leitura.

Maurizio Girolami é padre da Diocese de Concordia-Pordenone e professor de Exegese do Novo Testamento e de Patrística em alguns cursos da Faculdade Teológica do Triveneto.

Resenha:

Muitas vezes menos valorizadas nos estudos bíblicos, as cartas deuteropaulinas e as cartas católicas foram escritos responsáveis por edificar as primeiras comunidades cristãs, buscando construir uma identidade obediente ao evento fundador, Jesus Cristo, em diálogo com contextos culturais modificados. Assim também elas se constituem como fundamento para entendermos não apenas a fé das primeiras comunidades, mas a fé cristã, de forma geral. Este volume, além das cartas da primeira tradição paulina (2 Tessalonicenses, Efésios, Colossenses, aos quais a tradição associa Hebreus), também examina as da segunda (1–2 Timóteo e Tito) e as de Tiago, 1–2 Pedro e Judas.

Livros Históricos

Autor: Flávio Dalla Vechia – Professor de Sagrada Escritura no Estudo Teológico Paulo VI do Seminário de Bréscia e de Língua e Literatura Hebraica na Universidade Católica de Milão.

Resenha:

O povo hebreu também narra sua história, não no sentido historiográfico moderno, mas a partir de sua perspectiva bíblica. Os textos bíblicos, sobretudo aqueles escritos no período entre o final dos dois reinos, Israel e Judá, e o período pós-exílico, buscam construir a identidade do povo bíblico. Os livros que correspondem a Josué a 2Reis, Crônicas, Esdras e Neemias, Tobias, Judite, Ester e os livros de Macabeus, além do diálogo com a cultura e a história do povo hebreu. Tal literatura não se ocupa unicamente das narrativas de um passado distante. Através da obra bíblica, cada geração é convidada a retomar o fio da narração, não para ressuscitar o passado, mas para descobrir a própria identidade, orientar o próprio caminho e lhe dar um destino.

Literatura Joanina

Autor: Claudio Doglio – Sacerdote da Diocese de Savona, na Itália. Desenvolveu seus estudos no Instituto Bíblico de Roma e na Pontifícia Universidade Gregoriana. Leciona Escrituras Sagradas na Faculdade Teológica do Norte da Itália.

Resenha:

A figura de João faz com que se considere esse conjunto de textos como um único corpus literário, e seu papel como “discípulo do Senhor” – portanto, testemunha ocular –, garantia da tradição apostólica original, confere a esses escritos uma autoridade especial. Este livro apresenta os cinco escritos atribuídos a João, o Quarto Evangelho, as três cartas e o Apocalipse: pertencem a diferentes gêneros literários, mas se juntam à insistência no testemunho que o discípulo dá a Jesus Cristo. A referência ao passado baseia-se na garantia oferecida pela testemunha ocular, enquanto no presente e no futuro o mesmo compromisso de testemunhar é exigido de todos os discípulos, destinatários de tais obras.

Cartas Paulinas

Autor: Antonio Pitta – Professor de Novo Testamento na Pontifícia Universidade Lateranense, sendo um dos maiores estudiosos de literatura paulina na Itália e no exterior. É membro do conselho presidencial da Associação Bíblica Italiana.

Resenha:

O cristianismo foi substancialmente influenciado pela literatura paulina que formula entendimentos não somente acerca de Jesus Cristo, mas também de Deus, do ser humano, do Espírito e da Igreja. Os escritos paulinos, que serviram de base até mesmo para os evangelhos, marcam algumas rupturas, sobretudo naquilo que diz respeito ao entendimento do homem e de Jesus Cristo. Seguindo a ordem cronológica das cartas paulinas, Pitta oferece algumas informações para o leitor, como contexto histórico e conteúdos epistolares.

Livros Proféticos

Autor: Patrizio Rota Scalabrini – Sacerdote diocesano desde 1976. É doutor em Filoso!a pela Universidade La Sapienza de Roma e licenciado em Ciências Bíblicas pelo Pontifício Instituto Bíblico. Professor de Exegese e Teologia Bíblica na Faculdade Teológica do Norte da Itália e no Seminário de Bérgamo.

Resenha:

Originalmente visto como vidente, homem de Deus, servo de Deus ou mensageiro, o profeta é aquele que comunica a presença de Deus em situações de crise. Em Israel a profecia se constituiu com bases comunitárias, transcendendo experiências isoladas para participar das estruturas da monarquia, sendo introduzida na corte, ou se opor a elas. Na qualidade de testemunha da verdade de Deus, o profeta oferece, à comunidade na qual está inserido, critérios para entender os desígnios de Deus. Nesta obra o leitor encontra as informações básicas sobre cada livro profético, contendo seu contexto histórico, conteúdo e principais chaves de leitura.