O caminho tolteca da grande liberdade


Por: Silvia Renata Medina da Rocha

O caminho tolteca da grande liberdade_

A Grande Liberdade “vem de um lugar de amor e não de medo. Essa é a liberdade que abre seu coração, bombeia coragem em suas veias e traz conhecimento de que, embora você não possa ter escolha sobre o que acontece no mundo, sempre tem uma escolha sobre a maneira como responde a isso.” HeatherAsh Amara

A partir de um sonho com um círculo de anciãos, a autora nos guia através dos quatro elementos a nos libertarmos da negatividade interior, do autojulgamento que nos prejudica, de crenças limitantes e da dor emocional de situações passadas.

No sonho ela recebe ensinamentos de como honrar cada elemento, e assim cada um deles: ar, fogo, água e terra compartilha sua sabedoria.

O dom do ar é a percepção clara, o do fogo é a limpeza, a água é a abertura, e o da terra é o da nutrição. Sendo cada elemento uma parte do nosso ser, ao harmonizá-los estaremos alinhando o nosso centro. Cada elemento uma arte para aprender e juntos formam um recipiente para a mudança.

A autora nos ensina como passar de uma mente medrosa e perturbadora (mente do desastre) para uma mente clara e curiosa. Para ter liberdade é preciso saber usar a mente. Ver claramente é a arte do Ar, através de práticas de auto-observação e visualização Amara nos guia a contornar as armadilhas da mente como julgamento, perfeccionismo e responsabilidade desequilibrada, para se tornar um artista criador de sua própria vida ao invés de um crítico que destrói.

A arte da limpeza através da queima do que não é mais verdade para você é a arte do fogo. De tempos em tempos é bom dar uma atualizada em nossas crenças, acordos que fazemos de pensamentos absolutos gerados a partir de experiências e o medo de repeti-las. Técnicas xamânicas e práticas de visualização ajudam nessa renovação.

A arte da abertura e da aceitação é a dádiva da água que também traz a confiança para uma nova vida. Alinhamento para o que é, faz nos pouparmos de desgastes de energia desnecessários. Ter o medo como aliado, práticas de abertura e conexão com elemento água e visualização são algumas orientações da autora para seguir o fluxo das emoções e se voltar ao centro.

Nutrição é a arte da terra. O que esgota você e o que te vitaliza? Ouvir sua criança interior, honrar todas as suas partes de seu ser, aterrar, ouvir seu corpo, são algumas práticas guiadas nesta obra para conexão com o elemento terra, o que promove um maior enraizamento na autoestima e autenticidade.

Os quatro elementos fazem parte de nós, somos natureza, mas esquecemos disto. Tudo que precisamos para ter a Grande liberdade já mora dentro, só despertar para o que os Toltecas chamam de Nagual – a energia pura da força vital que somos.

Adquira já


Silvia Renata Medina da Rocha é psicóloga formada pela UERJ, especialista em Psicologia Junguiana (IBMR), Terapeuta familiar Sistêmica, Pesquisadora das tradições nativas, é co-autora do livro “Morte e Renascimento da ancestralidade indígena na alma brasileira”, com o texto “Alquimia da floresta, uma experiência vivida”, publicado pela Editora Vozes.